Cursos Online
segunda-feira , 19 novembro 2018
Capa » Concurso Público » Estude as matérias básicas dos concursos públicos

Estude as matérias básicas dos concursos públicos

Olá pessoal!

 

Em se tratando de concursos públicos, existem matérias que caem em todas as provas. Elas são chamadas de matérias “arroz com feijão”. Não tem como fugir delas, então qual é a melhor maneira de estuda-las e se garantir no básico, para depois se dedicar aos assuntos mais específicos de cada concurso? A resposta para essas e outras perguntas, você encontra nas dicas que disponibilizamos abaixo.

 

Como estudar

Segundo o economista e concurseiro, Charles Dias, o conjunto de matérias chamado de “arroz com feijão” (português, informática, direito administrativo e direito constitucional) deve ser estudado antes mesmo do edital do concurso público ser publicado, pois são a base para qualquer pessoa que deseja passar num concurso.

O estudo dessas matérias não deve ser feito de forma apressada e superficial, uma vez que formarão a base do conhecimento sobre a qual o concurseiro irá determinar o estudo dos outros assuntos cobrados em concursos públicos. “Acredito que o concurseiro deve dedicar seus primeiros seis meses de estudo a essas disciplinas”, diz Charles.

Agora, veja porque essas matérias “arroz com feijão” são importantes e como estudá-las corretamente, uma a uma:


Língua Portuguesa

É cobrada em absolutamente todo e qualquer concurso público, visto que o domínio da língua culta é essencial para a Administração Pública. Basicamente a matéria é dividida em três frentes:

– Gramática (domínio das regras da língua);

– Interpretação de textos (compreensão de mensagens contidas em peças textuais);

– Redação (capacidade de comunicação clara em peças textuais).

Essa matéria deve ser estudada muito bem, de forma completa e exaustiva, lançando mão de bons livros que ensinem o conteúdo de forma clara e descomplicada.

Sempre tenha em mente que todas as suas frentes têm igual importância e que mesmo que você tenha bom conhecimento em alguma ou mesmo todas elas nem pense em deixar de estudá-la, visto que é cobrada com muito rigor nos concursos públicos.

Informática

Engana-se quem acredita que a prática cotidiana de informática é suficiente para acertar todas as questões de Informática cobradas nas provas de concursos públicos, uma vez que os conhecimentos cobrados são muitíssimo específicos, devendo ser devidamente estudados com a ajuda de bons livros.

Basicamente a matéria é dividida em três frentes:

– Hardware (tipos de computadores, componentes, etc);

– Sistemas operacionais (Windows XP, Windows 7, Linux, etc);

– Softwares (Windows Office, BrOffice, etc).

Portanto, tenha muito cuidado para não cair na tentação de deixar em segundo ou mesmo terceiro plano o estudo dessa matéria para que não descubra tarde demais que deveria ter estudado com muito mais seriedade e atenção.

Por ser um conteúdo onde teremos grande parte do tempo a sensação de “já sei isso”, a disciplina nos estudos é essencial, sem ela você estudará apenas de forma parcial e incompleta.

Direito Constitucional

É o ramo do Direito Público Interno que se dedica análise e interpretação das normas contidas na Constituição Federal. Como todo o regramento jurídico do país, no qual se baseia a Administração Pública, tem origem na Constituição Federal, essa matéria deve ser aprendida e compreendida muito bem por todos os que desejam se tornar servidores públicos.

Apesar de ser algo assustador inicialmente, o Direito Constitucional é uma matéria acessível e muito interessante visto que trata de leis com as quais convivemos todos os nossos dias, o que torna seu estudo útil tanto para prestar concursos públicos como para aumentar nossa consciência de cidadania.

Antes mesmo de começar a estudar Direito Constitucional, o concurseiro deve ter um primeiro contato com a lei maior do país utilizando para isso de uma boa “Constituição Federal interpretada”, ou seja, uma Constituição Federal que tem cada um dos seus artigos, parágrafos e incisos interpretados para que o entendimento de tal regramento legal seja mais fácil e rápido. Afinal de contas, não é possível construir as paredes e telhado de uma casa sem antes construir sua base.

Apesar de não ser uma matéria “chata” ou mesmo difícil, o estudo sistemático tanto da Constituição Federal quanto da matéria de Direito Constitucional demanda muita disciplina para que seja feita da forma correta.

Direito Administrativo

É um ramo do Direito Público Interno que tem por objeto o estudo dos órgãos, entidades, agentes e atividades públicos, e a sua meta é a sistematização dos fins desejados pelo Estado, ou seja, o interesse público. Ou seja, o Direito Administrativo estuda exatamente a Administração Pública e os servidores públicos, o que o torna imprescindível e muito interessante para todos os aspirantes ao serviço público.

Apesar de ser bastante interessante, essa matéria é caracterizada pela grande quantidade de detalhes e prazos que deverão ser memorizados, visto que são comumente cobrados em prova.

Com essas dicas, você estuda corretamente o “arroz com feijão” e tem mais tempo para se dedicar à “mistura”. E aqui você encontra apostilas gratuitas para estudar Português, Direito Administrativo e Informática para Concursos Públicos.

Bom estudo!!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.