Cursos Online
quarta-feira , 18 outubro 2017
Capa » Cursos Técnicos e Profissionalizantes » Qual a diferença entre curso profissionalizante e curso técnico?

Qual a diferença entre curso profissionalizante e curso técnico?

 

Uma das maiores dúvidas das pessoas quando pensam em fazer um curso de especialização profissional é sobre a escolha da modalidade de curso.

Para a especialização profissional existem os cursos técnicos e os profissionalizantes, ou de qualificação que, apesar de serem focados em atividades específicas e voltados para as necessidades do mercado de trabalho, são diferentes. Os cursos profissionalizantes costumam ser cursos livres e mais curtos, sendo realizados em semanas ou meses, enquanto que os cursos técnicos são formais, um pouco mais longos e tem atividades de estágio, por exemplo.

Outra grande diferença entre ambos os cursos diz respeito aos pré-requisitos, que não são exigidos nos cursos profissionalizantes, diferentemente da modalidade técnica que, por ser reconhecida pelo MEC, possui uma exigência mínima de escolaridade.

Conheça abaixo algumas características que especificam ambos os cursos e que podem lhe ajudar a escolher o que melhor se encaixa nos seus objetivos profissionais:

Cursos técnicos

São cursos de nível médio, que qualificam o aluno em conhecimentos teóricos e práticos em diversas áreas. São trabalhadas menos matérias, com um maior enfoque. Os cursos técnicos tem seu objetivo voltado para a atuação operacional no mercado de trabalho, sendo mais específicos em questões práticas.

Requisitos: para ingressar em um curso técnico, o estudante precisa ter concluído o Ensino Fundamental. Porém, para se obter o diploma, é preciso ter concluído o Ensino Médio.

Há três tipos de cursos técnicos, que são:

Integrado – o aluno faz o ensino médio e o curso técnico simultaneamente;
Concomitante – o curso técnico complementa o ensino médio;
Subsequente – para os estudantes que já concluíram o ensino médio.

Quais são as caraterísticas do curso técnico?

  • Tempo de duração mais curto que os cursos de graduação: as graduações duram em média quatro ou cinco anos, enquanto os técnicos, dois anos;
  • Permite rápido ingresso no mercado de trabalho: pela duração menor, o profissional se qualifica em menos tempo, além de geralmente serem ofertados de acordo com a demanda de trabalho de uma região;
  • Focados: níveis de especialização mais focados no real interesse do estudante;
  • Possibilidade de atualização profissional: para quem já está no mercado de trabalho, os cursos técnicos podem representar a possibilidade de atualização ou aperfeiçoamento em uma função;
  • Possuem menor custo: costumam ser mais baratos que os cursos superiores e ainda existem diversas opções de cursos gratuitos.

Cursos profissionalizantes

Os cursos profissionalizantes costumam ter duração de 180 horas, podendo ser concluídos em poucos meses. Ao contrário dos cursos técnicos, geralmente são oferecidos para profissionais que já estão no mercado de trabalho, com o objetivo de aperfeiçoar a função que ele já executa.

Os cursos profissionalizantes não são catalogados pelo Ministério da Educação (MEC), além de não existirem pré-requisitos para se inscrever em um curso dessa natureza, diferentemente dos cursos técnicos. Os cursos profissionalizantes são classificados como cursos de formação profissional e de aprendizagem.

Quais são as características do curso profissionalizantes?

  • Não há uma exigência grande de pré-requisitos;
  • Aumenta a competitividade do profissional – profissionais que tenham cursos profissionalizantes são muito mais bem avaliados nas seleções de emprego, pois significa que eles são extremamente capacitados para a realização de uma função específica.
  • Alta empregabilidade – na maioria dos casos, as próprias empresas oferecem cursos de profissionalização, porém, no caso dos cursos abertos, geralmente são estabelecidos convênios entre as escolas de formação e as empresas para a indicação de profissionais. Sem contar que o próprio curso já torna o profissional mais competitivo.
  • Possibilidade de se especializar em uma determinada atividade – Exemplo: recepcionista com formação em atendimento à rede de saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.