Cursos Online
domingo , 21 abril 2019
Capa » Notícias » Passo a passo para conseguir a bolsa CNPq 

Passo a passo para conseguir a bolsa CNPq 

 

Olá, leitor!

Com o objetivo de estimular a pesquisa no Brasil, o Conselho Nacional de Pesquisa – CNPq, atualmente denominado Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, oferece bolsas de auxílio para estudantes de diferentes níveis de escolaridade, ensino médio, graduação, pós-graduação, mestrado, doutorado e pós-doutorado.

As bolsas são concedidas a universidades, institutos de pesquisa, centros tecnológicos e de formação profissional, tanto no Brasil como no exterior, a chamada Graduação Sanduíche – quando o aluno realiza parte de sua pesquisa em uma instituição fora do país.

Os valores dos auxílios varia de acordo com o tipo de graduação e localidade – nacional ou estrangeira, as quantias podem ser consultadas na plataforma cnpq.br . Mas atenção! Devido a crise econômica enfrentada pelo país nos últimos anos, o número de beneficiados pelo governo diminuiu drasticamente, como no caso de bolsas para pós-graduação no exterior, cerca de quarenta vezes menor em 2015 quando comparado com o ano anterior, segundo informação disponibilizada pela própria plataforma.

Apesar da contenção de gastos, ainda existem boas oportunidades e, de acordo com o cronograma, as inscrições para bolsas com vigência dentro do país tiveram início no dia 16 de maio e vão até 12 de agosto de 2016. O julgamento acontece nos meses de outubro e novembro, os resultados saem até janeiro de 2017 e o benefício para os selecionados começa em março.

O primeiro passo é estar devidamente matriculado no curso de uma escola ou universidade, seja ela pública ou particular, que pertença ao programa de Pesquisa e Desenvolvimento, diretamente ou em parceria com os Estados da Federação.

O segundo passo é verificar no site as datas de abertura de inscrição para o seu tipo de bolsa. Cada modalidade de estudo possui um processo individualizado, assim como seu tempo de execução, normas, requisitos, formulários e documentação.

O valor de auxílio também muda bastante, como por exemplo, para os cursos dentro do país a quantia vai desde R$100,00 (iniciação científica do ensino médio) até R$14000,00, que é o caso de Pesquisador Visitante Especial – visa o fortalecimento de pesquisas em temas prioritários por meio de parceria com lideranças internacionais. No caso de bolsas no exterior, o montante é pago em moeda estrangeira e varia entre U$300,00 a U$3000,00.

cnpqO terceiro passo é elaborar muito bem o seu projeto de pesquisa, se unir a um orientador e encaminhar uma proposta ao CNPq, que deve ser acompanhada de documentos assinados pelo coordenador/ reitor da instituição pela qual irá desenvolver a pesquisa. Tudo encaminhado por e-mail para a coordenação do programa ao qual se entende participar.

Cada tipo de bolsa exige o preenchimento de um formulário específico e possui suas próprias especificações, pode parecer complicado mas as escolas e universidades já estão habituadas com o procedimento e devem dar todo o apoio necessário ao aluno. Aliás, é de responsabilidade da instituição acompanhar e fiscalizar o andamento dos estudos científicos.

Outra questão importante, bolsas são concedidas às instituições e elas são incumbidas da seleção dos projetos e seus pesquisadores e pelos orientadores interessados. É por meio destes que os estudantes conquistam o auxílio.

Detalhe! Quarto passo. Os beneficiados tem o compromisso de se dedicarem integralmente aos estudos e desenvolvimento do projeto, pois o desejo do CNPq é de ativar o interesse científico e incentivar novos talentos, e com isso contribuir para a formação de recursos humanos para a área da pesquisa, o que enriquece e favorece a evolução do conhecimento.

Até logo!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.