Cursos Online
sexta-feira , 25 setembro 2020
Capa » Graduação » Biológicas » O que é preciso saber antes de ingressar no curso de medicina veterinária? 

O que é preciso saber antes de ingressar no curso de medicina veterinária? 

 

Olá, leitor!

Você ama animais, porém, tem dúvidas sobre se tornar um veterinário? Então, entenda tudo o que envolve o assunto, desde a faculdade de medicina veterinária até a carreira do profissional da área, para poder tomar uma decisão. Afinal, escolher uma graduação é coisa séria, envolve dinheiro, dedicação e a atividade que irá desenvolver pelo resto da vida, ou pelo menos por boa parte dela.

Em síntese, o trabalho da medicina veterinária visa cuidar da saúde animal. Sua área de atuação engloba o acompanhamento de doenças e medidas preventivas, pesquisas para controle, erradicação e tratamento das mesmas. Também envolve o monitoramento de todo o processo de produção e de itens alimentícios de origem animal para o consumo humano.

O curso tem a duração de cinco anos e durante esse período são estudados basicamente disciplinas como a matemática, estatística, anatomia, bioquímica, biofísica, embriologia, microbiologia, ecologia, genética, farmacologia, patologia, doenças, desenvolvimento e economia rural, diagnóstico por imagens, técnica anestésica e operatória, avicultura, entre outras matérias mais específicas e aprofundadas. Os dois primeiros anos são mais teóricos, a prática se inicia posteriormente.

Mas afinal, quando custa uma faculdade de medicina veterinária? O valor da mensalidade varia muito entre as instituições, dentre as mais baratas o custo mensal é em torno de R$1.000,00 a R$1.500,00, em outros casos, essa cobrança pode triplicar. Gastos com livros e materiais devem ser levados em consideração, por isso, ao visitar as faculdades é valido fazer uma listagem das despesas extras. Atenção! Ainda que o curso não seja de tempo integral, são poucos os alunos que conseguem conciliar os estudos com o trabalho.

Cuidado com outra questão, gostar muito de gatos e cachorros não quer dizer que você tenha que ser tornar veterinário, pois além de lidar com outros animais, terá que ter muito conhecimento para pesquisar os casos menos ocorrentes, mais difíceis de descobrir e muita paciência com seus donos.

Áreas de Atuação

O mercado de trabalho tem espaço, mas é bem exigente, requer cada vez mais especialistas e necessita de profissionais com experiência. Por isso, ao concluir a faculdade é preciso pensar em dar continuidade nos estudos com especializações. Dentre as áreas da medicina veterinária existem, por exemplo:

Veterinária Clínica 

Atua em clínicas para animais domésticos na realização de consultas, diagnóstico, medicação e pequenos procedimentos e cirurgias.

Veterinária Industrial 

Participa tanto do processo de produção de alimentos de origem animal como da fabricação de produtos para eles, por exemplo, a ração.

Veterinária Ambiental 

É focado em animais silvestres dentro do seu habitat natural, preza pela saúde e preservação das espécies. Desenvolve trabalho de reabilitação e de devolução deles à natureza.

Controle e Tecnologia 

O profissional pode tanto participar de pesquisas com foco em genética e reprodução assistida como na aplicação de novos procedimentos que influenciam a criação e alimentação dos animais.

veterináriaRemuneração

O salário de um médico veterinário varia de acordo com a função, especialização e carga horária. E também depende dos procedimentos realizados – existe uma tabela de preços que o Conselho de Medicina Veterinária estipula. De acordo com o Sindicato dos Médicos Veterinários, os profissionais técnicos deveriam receber pelo menos seis salários mínimos. Mas sabe-se que a média praticada no mercado é bem inferior a isso, cerca de R$3.000,00.

Onde Cursar Veterinária

Dentre as universidades mais bem avaliadas para o curso de veterinária aparecem algumas federais como as de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, e das estaduais estão São Paulo, Londrina, Jaboticabal e Botucatu, das privadas se destacam a UNICSUL (SP), UNIFRAN (SP), PUC (MG) e UNIP (SP). São mais de 200 instituições reconhecidas pelo MEC entre faculdades públicas e privadas.

Até logo!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.