Cursos Online
quinta-feira , 21 março 2019
Capa » Carreira » Matemática: profissão, carreira e mercado

Matemática: profissão, carreira e mercado

 

A Matemática estuda as quantidades, espaços, relações abstratas e lógicas aplicadas aos símbolos. Há quem diga que a matemática é uma linguagem própria, uma linguagem da lógica que é utilizada na expressão de teorias e testes de hipóteses.

A matemática também trabalha na criação de bancos de dados e fórmulas para interpretar e solucionar problemas de pesquisa pura e ciência aplicada, no desenvolvimento de produtos e gestão de logística, dentre ouras áreas. Por estar integrada a praticamente todos os aspectos da vida, a profissão de matemática tem uma grande abrangência, podendo acontecer tanto na academia quanto nas áreas econômica, financeira, tecnológica, física e de pesquisa.

Sobre o curso de Matemática

Os cursos de licenciatura e bacharelado em Matemática possuem uma duração média de 4 anos e é possível que se apresentem de forma presencial ou à distância, segundo o regulamento do MEC. Ao longo do curso são contempladas diversas disciplinas Geometria, Álgebra, Cálculo, Estatística, Trigonometria, Aritmética, Análise, etc. que são bem mais aprofundadas que em outros cursos, como física e engenharia, por exemplo.

As habilidades e aprofundamentos desenvolvidos durante o curso formam o profissional capaz de trabalhar com definições, axiomas e algoritmos – esses últimos os mais necessários nas carreiras de informática e modelagem matemática – de modo a testar e comprovar a validade de diversos teoremas e proposições.

Para concluir o curso o estudante necessita passar por um período de estágio supervisionado além de apresentar um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Carreira acadêmica

De todas as áreas de atuação possíveis do profissional de Matemática, a mais abrangente é a área da docência, a mais tradicional. Os profissionais licenciados detêm as maiores vagas, pois estão habilitados a ensinar em escolas públicas e particulares de ensino fundamental e médio. Esse é um mercado bastante aquecido, uma vez que há um déficit grande de professores das disciplinas de ciências exatas. No ensino superior, estão as diversas vagas para os profissionais que obtiverem diplomas de mestrado e níveis superiores. A esses profissionais estão destinadas as possibilidades de ensino superior e pesquisa.

Aos profissionais que decidem seguir carreira acadêmica, além das habilidades com cálculos, é preciso que se saiba manter uma boa comunicação e expressão de ideias, com objetividade e clareza. Os profissionais que trabalham com pesquisa também precisam desenvolver grande senso de disciplina, organização e habilidade de trabalhos em grupos.

Outras áreas de atuação

Além do ensino, o mercado financeiro oferece diversas oportunidades aos matemáticos. Eles podem atuar em bancos, instituições financeiras outras e em empresas dos diversos setores que façam uso da matemática. Ganham muita importância os profissionais especializados em gerenciamento de dados e em modelagem matemática, uma vez que se propõem a desenvolver algoritmos que melhorem o desempenho dos negócios. Os mercados mais interessantes aos matemáticos são os das capitais, que concentram uma diversidade de instituições financeiras, empresas de grande porte e multinacionais, além das empresas internacionais. Mesmo dentro das empresas, o profissional de matemática também é bastante requisitado para atuar nos setores de pesquisa interna.

Outras áreas de atuação também dependem especialmente da matemática para o seu desenvolvimento e por isso, são áreas onde esse profissional é bastante requisitado. Desses campos de conhecimento, podem-se citar alguns, como:

  • Economia
  • Medicina
  • Seguros
  • Engenharia
  • Informática
  • Finanças

Os profissionais que desejam trabalhar com Matemática Aplicada necessitam também desenvolver conhecimentos e habilidades em informática e linguagem de programação.

Na medicina e em outras áreas da saúde, o profissional de matemática precisa ter amplo domínio nas habilidades de Estatística Geral e Bioestatística. Nas finanças e economia, sua habilidade em modelagem e algoritmos é fundamental para o cálculo de riscos e, nas engenharias, é preciso desenvolver habilidades principalmente em álgebra, geometria e trigonometria.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.